Fraudes no auxílio emergencial são alvos de operação da PF no MA
Publicado em 23/07/2021 às 05:51
Por: Isisnaldo Lopes

A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã da última quinta-feira (22) em São Luís e Imperatriz, a 626 km da capital, uma operação de combate à fraudes em benefícios emergenciais disponibilizados pelo Governo Federal à população carente durante a pandemia de Covid-19.

De acordo com a Operação “Animus Fraudandi”, a PF cumpriu oito mandados de busca e apreensão em Imperatriz, onde um grupo foi responsável pelo desvio de mais de R$ 200 mil. Já em São Luís, os policiais federais cumpriram um mandado de busca e apreensão, e um mandado de sequestro de bens e valores com bloqueio judicial de até R$ 21 mil, correspondentes ao montante do prejuízo ocasionado aos cofres da União em decorrência da prática criminosa.

Segundo a Polícia Federal, os trabalhos realizados são resultantes de uma união de esforços denominada Estratégia Integrada de Atuação contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial (Eiafae), da qual participam a Polícia Federal, Ministério Público Federal, Ministério da Cidadania, Caixa, Receita Federal, Controladoria-Geral da União e Tribunal de Contas da União.

A Polícia Federal já realizou a deflagração de 114 operações policiais visando ao combate às fraudes aos Benefícios Emergenciais, com a expedição de mais de 443 mandados de busca e de 50 mandados de prisão.

Na quinta, foram cumpridos 29 mandados de busca e apreensão, e quatro mandados de sequestro de bens, com um total de aproximadamente de até R$ 60 mil bloqueados por determinação judicial.

Além do Maranhão, a operação também acontece nos estados da Bahia, Ceará, Mato Grosso, Pará e Santa Catarina.

Animus Fraudandi
A operação foi batizada Animus Fraudandi, expressão latina que significa “intenção de fraudar”, à qual remete ao caráter fraudulento e intencional dos desvios de valores identificados no curso das investigações.

Destaca-se que em razão da atual crise de saúde pública, foi adotada logística especial de preservação do contágio com distribuição de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) a todos os envolvidos, a fim de preservar a saúde dos policiais, testemunhas e investigados.

 

 

 

 

 

g1/ma

Veja mais sobre: Imperatriz, Polícia,
Copyright © 2018 - 2019 | Portal iNotícia MA. Todos os direitos reservados.