PRF prende homens transportando tatus mortos na BR-316 no Maranhão
Publicado em 12/07/2021 às 05:24
Por: Isisnaldo Lopes

No último sábado (10), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu dois tatus mortos e uma espingarda em posse de duas pessoas que trafegavam em uma motocicleta na BR-316, no município de Caxias, a 360 km de São Luís.

De acordo com a PRF, a apreensão aconteceu por volta das 10h50, no km 559 da rodovia, quando uma equipe realizava serviço de ronda e visualizou uma motocicleta Honda/Pop 110i, de cor branca e placa do Maranhão, com dois homens em atitude suspeita.

Os policiais fizeram o acompanhamento tático e fizeram a abordagem aos suspeitos. O condutor, de 27 anos, tinha como passageiro um rapaz, que não apresentou nenhuma documentação.

Durante a busca pessoal e nos pertences da dupla foi encontrado: uma espingarda, tipo bate-bucha, desmontada; pólvora e espoleta, uma faca e dois tatua já abatidos.

Os homens informaram que estavam vindo de uma propriedade na zonal rural, nas imediações da MA-034, estrada de Coelho Neto. E que trabalhavam de pedreiro nessa propriedade e na noite de sexta-feira (9) foram caçar.

Diante dos fatos, os homens e os materiais apreendidos foram encaminhados para o plantão da Polícia Civil de Caxias.

Diante das informações obtidas foram constatados, a princípio, os seguintes delitos: matar, perseguir, caçar, apanhar, vender espécimes da fauna silvestre. e Porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.

Apreensão de madeira
Na noite de sábado (10), a PRF apreendeu uma carga de madeira nativa serrada transportada de forma irregular.

De acordo com a PRF, a apreensão aconteceu por volta das 21h, no km 156 da BR-010, sentido decrescente, no município de Porto Franco, a 720 km de São Luís.

A PRF deu ordem de parada ao caminhão Scania/P 310 B8x2, cor vermelha, placa da Bahia, sendo conduzido por um homem de 46 anos.

A carga transportada era composta por madeira nativa serrada, sendo, então, solicitados os documentos necessários para o seu transporte. O motorista apresentou nota fiscal e a Guia Florestal para Transporte de Matéria Prima Florestal Diversa (GF3i). Também foi apresentado o Documento Auxiliar do Conhecimento de Transporte Eletrônico (DACTE). A documentação trata do transporte de 23m³ de madeira nativa serrada, dispostos em vários perfis. A equipe PRF constatou várias irregularidades.

Diante das informações obtidas foi constatada, a princípio, ocorrência de transportar, adquirir, vender, madeira, lenha, carvão sem licença válida e uso de documento falso.

O caminhão e a carga permaneceram retidos no Posto PRF de Porto Franco à disposição do órgão ambiental competente.

O condutor do veículo foi conduzido para a unidade da Polícia Federal em Imperatriz e enquadrado por transportar, adquirir, vender, madeira, lenha, carvão sem licença válida e uso de documento falso.


Cumprimento de mandado de prisão
Ainda nesse sábado, um homem foi preso pela PRF no km 264 da BR 316, no município de Santa Inês, a 250 km de São Luís. Segundo a PRF, por volta das 17h20, o homem foi abordado enquanto trafegava pela rodovia em um veículo Hyundai/Hb20 1.6m, cor cinza.

A equipe solicitou a apresentação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV). O condutor do veículo apresentou a documentação. Ao realizar consulta aos sistemas de informação da rede de Segurança Pública, foi constatado haver um mandado de prisão em aberto em desfavor do condutor, expedido em 2016 pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, com data de validade até 4 de novembro de 2022.

De imediato foi dada voz de prisão ao autor, de 45 anos de idade, por abandono material. O homem foi encaminhado, ileso, à Delegacia Regional de Polícia Civil em Santa Inês, sob o enquadramento de abandono material.

 

 

 

prf / g1/ma

Veja mais sobre: Polícia, Maranhão,
Copyright © 2018 - 2019 | Portal iNotícia MA. Todos os direitos reservados.